18 fev 2015

Vinícola Concha y Toro

DSC_0283

Lembram que há alguns dias eu fui conhecer a famosa viña Concha y Toro? Contei pra vocês um pouco no meu diário do final de semana. Então, hoje vou falar mais sobre o que achei de lá, se vale a pena etc!

Desde que vim para o Chile que eu tenho ido em alguns vinhedos, ou para fazer o tour ou para almoçar. Pelo fato de que aqui não tem muito o que fazer, ir almoçar em um dos vinhedos acaba sendo uma das melhores coisas. Até porque, nada mal tomar um vinho chileno direto de onde ele é produzido, não é verdade?

A Concha y Toro é muito conhecida entre os turistas de todo o mundo, porque ela foi a primeira viña do país, mas não é a melhor. Para falar a verdade, nem é uma das melhores! Isso não apenas na minha opinião, mas na opinião também dos próprios chilenos. Inclusive, por sempre ouvir isso dos chilenos que eu preferi conhecer outras antes.

O lugar é lindo, super bem cuidado, tem um jardim gigante incrível! O tour começa por esse jardim, onde o guia explica como tudo começou e tal. De lá, fomos para onde fica a plantação das uvas, que nessa época realmente tem uvas. Elas são pequeninhas, diferente das nossas aí do Brasil.

DSC_0269 DSC_0271

DSC_0272
DSC_0273

DSC_0275

IMG_4350

Aí então seguimos para a primeira degustação (são três no total), a do vinho branco, que agora não vou lembrar o nome. Estava uma delícia, amo essa parte da degustação, rs!

Depois continuamos a visita pelo “Casillero del Diablo”, onde ouvimos uma lenda sobre a razão desse nome. Foi bem legal!

DSC_0278

IMG_4352

IMG_4353

DSC_0279

IMG_4356

Por fim, degustamos dois vinhos tintos. Nessa parte, tinha um grupo vindo logo atrás da gente para degustar também, aí o nosso guia ficou tenso e nos apressou, falou que a gente poderia levar as taças e continuar tomando os vinhos lá fora.

Assim, a fama da Concha y Toro é exatamente essa: que eles fazem os tours super rápidos porque sempre tem outro tour por vir. Achei bem chato isso! Imagina se fosse minha única vez no Chile e a única viña que eu tivesse a oportunidade de conhecer na vida? Com essa pressa toda eu nem iria ter aproveitado direito!

DSC_0281

Achei também que eu saí de lá com pouca informação. Aprendi muito sobre a Concha y Toro em si, mas pouco sobre o vinho, como ele é feito etc. No tour do vinhedo Santa Rita, por exemplo, eu aprendi tanta coisa. Entendi qual é a diferença de um barril americano para um barril francês, entre outras coisas. Acredito que seja mais interessante quando aprendemos algo! Então, esse foi outro ponto ruim.

Após o tour, fomos acabar de degustar nosso vinho no “Wine bar”. Pedimos uns aperitivos e ficamos lá curtindo um pouco mais a tarde!

IMG_4358

O tour por pessoa custa 9 mil pesos chilenos, mas isso se você for de carro por conta própria. Se preferir ir com o ônibus de turismo, acho que sai por uns 30 mil pesos ou um pouco menos.

Mesmo não tendo sido uma das minhas viñas preferidas, valeu a pena ter ido conhecer! Mas quem vier passear por aqui, indico a Santa Rita, Casa Silva ou Undurraga. Entre essas, a Casa Silva e a Santa Rita são as mais afastadas de Santiago, o que é ótimo porque fica longe da poluição. Já fiz post sobre todas elas aqui no blog.

Beijos!

10 fev 2015

Diário do FDS: Praia em Maintencillo e Viña Concha y Toro

DSC_0109

Oi Gente, tudo bem?

Ontem não consegui postar aqui pra vocês, mas hoje vocês vão ver como foi o meu final de semana, intenso, rs! Fui da praia ao campo, ou seja, passei o sábado em Maitencillo e domingo, por falta de sol, fui conhecer a viña Concha y Toro.

No sábado de manhã fomos tomar café em um lugar que ainda não conhecíamos, o Coquinaria, aqui em Santiago mesmo. Vou falar sobre esse lugar no post de amanhã, mas já posso adiantar que adorei e super indico! Logo depois do café, fomos para Maintencillo, assim meio desconfiados se estaria bom ou não, porque fomos há pouco tempo atrás e enquanto em Santiago estava um calor sem fim, lá na praia estava frio e nublado. Para nossa surpresa, e sorte, estava um mega dia lindo e calor! Calor de verdade! Foi incrível, rs!!! Conseguimos passar o dia inteiro na praia sem colocar casaco nem nada. Perfeito!

IMG_4376

Mais tarde, quase desmaiando de tanta fome (e eu quase desmaio mesmo, rs), fomos comer um sanduíche mara no Pan Beach. Inclusive o nome do sanduíche que pedi era Pan Beach também! Muito delícia!

DSC_0113

IMG_4386

No final da tarde, ficamos passeando por lá e indo atrás de lugar para dormir, queríamos passar a noite lá para aproveitar o domingo também. A cidade estava absurdamente lotada, não tinha vaga em lugar nenhum! Tentamos de tudo e nada… resolvemos então fazer um Happy Hour em um bar super lindinho na beira da praia, o The Roots, e depois partir de volta para Santiago.

A idéia era jantar em um restaurante muito lindo que nunca fomos, mas jantar e depois ir pra Santiago ficaria muito cansativo, porque iríamos voltar lá pelas 23h. Achei melhor pegar estrada um pouquinho mais cedo e deixar esse restaurante para próxima, afinal ainda voltaremos em Maitencillo antes desse verão acabar! Quem sabe já no próximo fim-de-semana, vai depender do clima.

IMG_4333

IMG_4365

IMG_4375

No dia seguinte, domingo, acordamos e ficam em dúvida se iríamos para Maitencillo, Cajón del Maipo ou visitar a viña Concha y Toro. Pensamos, pensamos e decidimos apostar em mais um dia de sol e felicidade na praia. Pegamos estrada por mais 2 horinhas e… quen quen quen!!!! Chegamos lá e o tempo estava horrível, totalmente nublado e frio. E não pensem que nós não consultamos sites de metereologia não, viu? Vimos diversos e todos diziam que estaria sol! Não dá pra confiar, né?

Aproveitamos que tínhamos ido até lá e caminhamos um pouco na praia e passeamos no El Pátio de Renda, que ainda não conhecíamos. Nesse “pátio” tem algumas lojinhas, umas de renda, outras de arte, uma de balas e uma de plantas. Compramos um cactus super fofo lá pra casa. Cactus é bom porque não precisa de tanto cuidado e ficou uma graça.

IMG_4344

IMG_4342 IMG_4339
À tarde, fomos para a viña Concha y Toro, a viña mais turística do Chile.

Vocês já viram aqui no blog posts sobre outras viñas que visitei. Algumas fui para fazer o tour e outras para almoçar. Não tinha tanta vontade de conhecer a Concha y Toro exatamente pelo fato dela ser extremamente turística, aqui todos falam que é ruim porque o tour é super rápido e não tem nada de melhor em relação à outras, pelo contrário. Por isso ainda não tínhamos ido. Mas, como não somos chilenos e moramos aqui, não faz sentido não conhecer a famosa Concha y Toro, não é verdade? Resolvemos ir!

O que achei de lá, vocês vão ver em um post especial apenas sobre essa viña, ok? Sei que a maioria dos brasileiros que vem aqui vão fazer esses tours, então aguardem o post completo!

IMG_4349

IMG_4348

E assim acabou nosso dia! Quer dizer, ainda fomos fazer compras no supermercado, mas isso vocês não querem ver, né? Hahaha

Espero que tenham gostado!

Beijos beijos